diasvirgilio

CONTRATAÇÃO DE IDOSOS

  PLENARIO

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que aproximadamente 14 milhões de brasileiros estão desempregados. E na luta por uma vaga no mercado de trabalho, assim como os jovens, os idosos são prejudicados. De acordo com análise feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a taxa de desemprego entre pessoas com mais de 60 anos sofreu elevação de 3,4% na comparação entre 2016 e 2015.

Para tentar mudar essa realidade, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 154/2017, de autoria do senador Pedro Chaves (PSC-MS), cria incentivos para a contratação de idosos. A proposta prevê que o empregador poderá deduzir da contribuição social o valor de um salário mínimo para cada semestre de contrato de trabalho.

Pedro Chaves destacou que a iniciativa motiva as empresas para contratar mais idosos, assegurando aos trabalhadores todos os direitos.

– Isso é bastante importante. Primeiro, porque são profissionais talentosos, que têm experiência, e não pode se perder esse conhecimento, que vai dar uma contribuição efetiva para estas empresas. E as empresas absorvendo esse profissional, terão direito a alguns incentivos – explicou.

O projeto estabelece, ainda, que o empregador poderá deduzir da base de cálculo da contribuição social sobre o lucro líquido o total da remuneração paga ao idoso. Na avaliação do senador, a idade não pode ser motivo de discriminação que, segundo ele, tem de ser considerada sinônimo de experiência.

– A mão de obra acima de 60 anos tem sido totalmente desprezada. Nós temos que aumentar a empregabilidade. Nós temos em diversas empresas, principalmente nos conselhos, as pessoas mais experientes – lembrou o senador.

O projeto recebeu relatório pela aprovação do senador Otto Alencar (PSB/BA), que destacou que “o trabalho permite que o idoso se integre mais com o mundo, favorecendo-lhe construir conhecimentos, desenvolver argumentos próprios para solução de problemas diários e, com isso, ter maior autonomia ao planejar sua aposentadoria”.

(Por: Agencia Senado Federal)

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br – W: www.3031consult.com.br

 

Anúncios

COMO ELEGER UMA EQUIPE VOLUNTÁRIA

Para se eleger membros de uma Equipe Voluntária, para comandar um grupo de outros colaboradores necessita-se que os elementos que queiram participar possuam pelo menos 04 atributos, que são:

  1. DISPOSTO – que realmente queira ocupara o cargo / posição;
  2. DISPONIBILIDADE – que realmente tenha tempo disponível para se dedicar ao cargo / posição;
  3. COMPETENTE – que tenha competência para desempenhar as funções determinadas;
  4. HONESTO – que tenha a honestidade e confiança desejável para o desempenho das funções.

Além destes atributos indispensáveis para uma Equipe Voluntária, há ainda, há necessidade de mais um atributo que é o de:

  1. MODELO – indispensável para os ocupantes dos cargos, que tenham:
    1. Uma conduta; IMPECÁVEL.
    2. Uma empresa; CONCEITUADA.
    3. Procedimentos; ADEQUADOS.

MODELOS têm que ser “Os CARAS”, INSPIRADORES para os demais membros do grupo.

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br – W: www.3031consult.com.br

 

 

OUVIR O CLIENTE

OUVIR O CLIENTE

(Artigo escrito por Ana Cláudia Scorcelli, extraído do Jornal Carreira & Sucesso edição de 30/03/00). Foto = Internet

O artigo, a seguir tem um lado cômico, mas nos fará refletir na importância de se ouvir o que o outro (cliente, amigo, esposa, filho), tem para nos dizer.

Se conseguirmos exercitar o dom da paciência e ouvir, tenho certeza de que todos nós ganharemos.

Não importa quão “louco” você possa achar que alguns de seus clientes sejam, mas eles podem estar certos leia abaixo a importância de se Ouvir o Cliente.

Este é o relato de uma queixa foi recebida pela Divisão Pontiac da General Motors.

Veja o que aconteceu:

“Esta é a segunda vez que eu escrevo a vocês e não os culpo por não me responderem, porque eu posso parecer louco, mas o fato é que nós temos a tradição em nossa família de ter sorvete como sobremesa toda noite após o jantar”.

Mas o tipo de sorvete varia.

Então toda noite, após termos jantado, toda família vota em um sabor de sorvete e eu me dirijo até a sorveteria para comprá-lo.

Recentemente comprei um novo Pontiac e desde então minhas idas a loja têm sido um problema.

Veja você, toda vez que eu compro sorvete de baunilha, quando eu volto da loja para minha casa, o carro não funciona. Se eu levo qualquer outro tipo de sorvete, o carro funciona bem.

Eu quero que vocês saibam que estou sendo sério em relação a esta questão, não importa quão tola ela pareça:

“O que acontece com o meu Pontiac que o faz parar de funcionar quando eu compro sorvete de baunilha, e funciona toda vez que compro outro sabor?”.

O presidente da Pontiac ficou sem compreender a carta, mas enviou um engenheiro para verificar o assunto.

Este ficou surpreso por ter sido recebido por um homem bem sucedido e educado, de bons relacionamentos.

Ele então combinou de encontrar o homem logo após o jantar.

Os dois entraram no carro e se dirigiram até a loja de sorvetes. Naquela noite foi escolhido o sorvete de baunilha.

O carro não funcionou.

O engenheiro retornou por mais três noites.

Na primeira noite, a família escolheu o sabor chocolate.

O carro funcionou.

Na segunda noite escolheram sabor morango.

O carro funcionou.

Na terceira noite, escolheram sabor baunilha.

O carro não funcionou.

O engenheiro, sendo um homem lógico, recusou-se em acreditar que o carro daquele homem era alérgico a baunilha.

Combinou de continuar as suas visitas até que conseguisse resolver o problema.

Começou a fazer anotações: hora do dia, tipo de combustível usado, hora de dirigir, etc.

Em pouco tempo, ele tinha uma pista: o homem levava menos tempo para comprar o sorvete de baunilha do que qualquer outro sabor.

Por quê?

A resposta estava na disposição da loja.

O sabor baunilha, sendo o sabor mais popular daquela região, estava num balcão separado na frente da loja para ser apanhado rapidamente.

Todos os demais sabores eram mantidos nos fundos da loja, num outro balcão, e demorava-se consideravelmente mais tempo para pegá-los.

Mas permanecia a questão:

Por que o carro não queria funcionar quando se levava menos tempo para religá-lo?

Uma vez identificado o problema – que já se sabia não ser o sorvete de baunilha – o engenheiro veio rapidamente com a resposta: Saída do vapor.

Estava acontecendo toda à noite, mas o tempo extra para pegar os outros sabores deixava o motor esfriar o suficiente para funcionar.

Quando o homem pegava o sorvete de baunilha, o motor ainda estava quente para o vapor ser dissipado.

Moral da história:

  • Até os problemas que parecem mais banais às vezes são válidos,
  • Nunca devemos pré-julgar ou dispensar um problema em potencial relatado a nós por um cliente.

O que importa na vida não é tanto o triunfo, mas o combate;

“O essencial não é ter vencido, mas ter lutado bem”.

(Pierre de Coubertin (1863-1937), esportista e educador francês).

 

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br – W: www.3031consult.com.br

 

O ATENDIMENTO MORREU?

Em qualquer organização que se dedique à prestação de serviços é fundamental o aprimoramento constante dos profissionais.

Continuar lendo

PERSPECTIVA PARA 2018

PIB - bd50809e-e276-4e7f-9d87-bc51d878d006-original

Conforme o gráfico acima de Ricardo Amorim, terminamos 2017 com o fim da recessão e o início discreto do crescimento, mas os efeitos da pior crise recessiva da história do Brasil ainda estão vivos no dia a dia da população, sendo o desemprego é o que mais aflige a população. O número de desempregados ainda e muito alto e estão camuflados, pois muitos trabalhadores desempregados sobrevivem na ilegalidade ou no mercado informal e não entram nos números oficiais. Sem renda não há como comprar o mínimo necessário para a sobrevivência. A inflação do “dia-dia” é sentida pela população nos supermercados, nos postos de gasolina, nas distribuidoras de gás, na luz, na água, apesar de os números oficiais indicarem uma inflação de +- 3.0%, mas a real sentida pela população é sem dúvida muito maior.

Mas o que o futuro nos prepara?

2018 está começando após o carnaval, como sempre acontece neste país. Com a intervenção federal no RJ ficou cancela a reforma da previdência, de certa forma já esperada pelo mercado. O excelente desempenho da nossa Agricultura está ajudando a impulsionar a economia, porém teremos um ano muito difícil. Será um ano com muitos feriados emendáveis, que se de um lado é bom para o turismo e o comercio dessas regiões e muito ruim para a indústria.

Não podemos nos esquecer de também que é um ano de COPA do MUNDO e todos sabemos que se o TIME for bem o otimismo também impulsionará os negócios, mas logo após a copa se intensificarão os preparativos para as eleições, que é nossa única arma para “tentar” por fim aos escândalos vividos

TITULO DE ELEITOR

Temos como cidadãos a obrigação de elegermos representantes realmente íntegros e honestos que realmente queira nos representar.

PLENARIO

Se realmente queremos “mudar” a atual situação em que se encontra nossa política devemos votar de maneira correta.

ESSA É A ÚNICA MUDANÇA QUE ESTÁ EM NOSSAS MÃOS.

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br  –  W: www.3031consult.com.br

O MANUAL PRÁTICO DE JACK WELCH

JACK WELCH aaeaaqaaaaaaaaykaaaajdm4ntu0ndq0lti3zdctngewnc1izwvkltcwotrhzdyynwvmoaO verdadeiro legado que um líder pode ser avaliado pela qualidade das pessoas que ele deixa para conduzir a empresa após sua partida.

O executivo americano JACK WELCH, EX-CEO da General Eletric é um desses homens.

O jornalista americano Robert Slater, publicou o livro Jack Welch – Guia Prático, onde podemos extrair algumas.

RECOMENDAÇÕES PARA TAMBÉM SERMOS PROFISSIONAIS BEM-SUCEDIDOS.

O artigo refere-se às atitudes, práticas, valores e idéias desenvolvidas por este profissional, que certamente irão contribuir para o crescimento de todos os demais profissionais que atuam como executivos, vendedores, administradores, etc.

O QUE FAZER?

PREOCUPE-SE COM SEU DESEMPENHO ATUAL.

É ótimo pensar sobre o futuro, porém é muito melhor fazer isto quando você está bem no cargo que ocupa no presente.

  • Concentre-se nele, tente desempenhar sua função melhor que os outros.
  • Realize tudo com persistência e vontade de vencer.
  • Procure fazer a diferença em cada tarefa.
  • Desenvolva a reputação de uma pessoa que apresenta resultados além dos esperados.

BUSQUE CONHECIMENTO ESPECIALIZADO

É Fundamental obter informações sobre áreas administrativas ou técnicas.

  • Desenvolva uma sólida competência funcional.
  • Procure oportunidades para usar essas informações específicas em contextos mais amplos, participando sempre de equipes multifuncionais, ou sugerindo iniciativas em diferentes processos da empresa.
  • Aprenda finanças; é a linguagem usada pelas empresas.
  • Administre sua carreira para que possa evoluir ocupando funções em várias áreas da corporação, em vez de tentar subir aos saltos queimando etapas.

HABITUE-SE AO AUTO DESENVOLVIMENTO

  • Desenvolva a autoconfiança e procure demonstrar isso em seu dia-a-dia.
  • Quem reclama da própria carreira com outras pessoas, por mais que receba bons conselhos, demonstra insegurança.
  • O mesmo vale para pessoas que não manifestam interesse em aperfeiçoar suas habilidades.
  • Adquira o hábito de aprimorar-se constantemente, como se fosse um atleta profissional.
  • Preocupe-se mais em desenvolver aptidões do que acumular títulos.

SAIA DA ZONA DE CONFORTO

  • Em outras palavras, vá à busca de desafios e de visibilidade.
  • Aceite tarefas difíceis e assuma responsabilidades consideradas importantes para a empresa.
  • Lembre-se de que pessoas capazes de ir além da rotina ampliam suas aptidões e ambições.

PRESTE ATENÇÃO AOS BONS EXEMPLOS

  • Procure aqueles modelos e mentores que podem ajudá-lo em sua carreira.
  • Amplie sua base de sustentação e busque tarefas ligadas a gerentes e clientes com os quais você nunca se relacionou.
  • Trabalhe para gente que lhe traga desafios.
  • Certifique-se de que você está cercado de pessoas muito competentes para que possa aprender com elas.
  • Demonstre sempre o máximo de energia que puder.
  • Dessa forma, você também se transformará em um bom modelo para os colegas.

GLOBALIZE-SE

  • Procure estar sempre exposto a diferentes culturas e certifique-se de que o mesmo aconteça com sua família.
  • Ocupe posições que exijam interação com outros países e hábitos que você não conhece.
  • Considere desempenhar funções no exterior, mesmo que sejam de curta duração.
  • Cada vez mais, progride na empresa, quem consegue se mover de uma cultura a outra.

O QUE EVITAR?

IGNORAR OS VALORES DA EMPRESA

  • Pessoas que adotam comportamento oposto à cultura e aos valores da empresa, dificilmente têm futuro.
  • Isso vale para profissionais que têm o hábito de construir fronteiras, em vez de eliminá-las, ou que acreditam em níveis gerenciais desnecessários.
  • Quem não é aberto a críticas não consegue corrigir falhas.

FALTA DE COMUNICAÇÃO

  • Líderes devem demonstrar claramente seus objetivos, comunicar os valores da companhia para outras pessoas, inspirá-las e demonstrar energia.

FALAR E NÃO FAZER

  • Não adianta apresentar bem as idéias, ser um grande analista e não conseguir colocar nada em prática.
  • O resultado é nulo quando boas idéias não são realizadas.

FALTA DE FOCO

  • Não seja um daqueles profissionais que não percebem o que é realmente importante, perdem tempo com inutilidades e demonstram pouca capacidade para.

processar várias informações em espaços curtos de tempo. 

ARROGÂNCIA

  • É um problema de quem tem um ego enorme.
  • Ser exageradamente crítico em relação aos subordinados e não assumir a responsabilidade pelos próprios erros é o caminho mais eficaz para perder apoio dentro da organização.

ESTAR FORA DO RITMO

  • Pessoas que se movem mais lentamente que o resto da empresa tem dificuldade em administrar o tempo são pouco persistentes e vão fracassar.

 

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br – W: www.3031consult.com.br

 

RETROSPECTIVA 2017

- Devedor - siscred

Durante este ano, fiz várias denúncias via O Jornal Correio Popular de Campinas, algumas publicadas, de atividades que a Prefeitura deveria manter como suas e nada é feito, como segue:

02-08-17 – PUXADINHO DA DISCÓRDIA

Boas idéias são sempre bem vindas e causam às vezes alguns questionamentos como é este caso, típico dos nossos “representantes” que tomam decisões que afetam todos, sem consultar os todos. Ai vem à pergunta? Porque fazem isso? Quem está levando vantagem, já que está existindo tanta discórdia? Porque não atendem aos apelos da população, das entidades, das associações, que há anos vem pedindo BANHEIROS PÚBLICOS no centro de nossa cidade. Fica aqui nosso questionamento. Quem responderá?

25-08-17 – CARTA AO SENHOR PREFEITO

Percebo Senhor Prefeito sua preocupação e facilitar a comunicação entre o Cidadão e a Prefeitura, mas do que adianta?

Vejamos: Já fui à Porta do Cidadão; Já Ligue para o 151; Já entrei no Portal do Cidadão; Já liguei para a Ouvidoria e nada. Desde 2011 inúmeros protocolos, ligações, apelos e a árvore em frente à mina casa não é podada.

Seus colaboradores não o respeitam e não nos respeitam porque não tomaram nenhuma providência e não é por pedir. Será que agora o Senhor pode interferir e mandar podar a Árvore?

02-09-17 – PUXADINHO TEIMOSO

Já que a SETEC, afirma que é uma experiência, pode-se perceber pela TEIMOSIA, de que não há fiscalização.

Umas das sugestões para a REGULAMENTAÇÃO seria que além do que a PREFEITURA irá exigir para a obtenção da “Licença”, projeto, pagamento de taxas, etc., seja exigido do estabelecimento comercial a criação de VAGAS DE ESTACIONAMENTO, proporcional ao número de mesas que ira desfrutar no espaço. Ex. 1 mesa = 4 vagas grátis; 4 mesas = 8 vagas grátis. Mesmo que a mesa esteja encostada na lateral vale como 04 vagas.

06-11-17 – ASFALTO

Hoje um tele jornal noticiou que o Tribunal de Contas de Brasília está processando o Responsável pela pavimentação por ter gasto mais de R$ 2. Milhões em asfaltar as ruas da cidade, asfalto este que deveriam durar 10 anos e após 02 anos as ruas estão todas esburacadas. Gostaria de lembra que igual problema temos aqui em Campinas onde o exemplo mais central é a Av. Francisco Glicério que após 02 anos de reformas ainda não concluídas e 02 anos de uso o pavimento está todo deformado principalmente onde passam os ônibus. Exemplo bem em frente à Rua Conceição, sem contar o mau acabamento das calçadas onde qualquer um corre o risco de tropeçar, principalmente os idosos e ninguém faz nada, nem mesmo o nosso Tribunal de Contas do Município.

20-11-17 – 90 ANOS

Justas as homenagens ao Correio Popular pelos 90 anos.

Nos tempos atuais cada vez mais difíceis a sobrevivência de uma Empresa Privada, sem as benesses oficiais já é uma grande motivo de comemoração, e sendo no interior deste enorme País, mais uma razão.

Porém outra Empresa Privada, que LEVA, LEVOU E LEVARÁ ensinamentos e cultura, também completa 90 anos de atividades em Campinas, que é o CONSERVATÓRIO CARLOS GOMES.

Parabéns há estas empresas que tanto trabalham para levar informação e cultura à cidade de Campinas.

21-11-17 – IMPOSTO DE RENDA e CONVÊNIOS

Esta mensagem que foi enviada via e-mail para diversos Senadores (as) e Deputados (as)

Prezado Senador (a) Deputado (a) sou aposentando e desnecessário dizer que nossos reajustes são pífios, mal dando para pagar a o Convênio Médico; dai minhas solicitações:

1-) Após tantas benesses dadas pelo GOVERNO FEDERAL, para aprovação das emendas que interessam ao governo, que tal APROVAREM uma emenda que INTERESSA Á POPULAÇÃO, que é o reajuste da TABELA DO I.R., que está roubando renda principalmente dos aposentados e assalariados.

2-) Não permitam que os Convênios Médicos reajustem seus preços acima dos reajustes salariais, principalmente para os aposentados e que PROÍBAM esses mesmos convênios de patrocinarem clubes e jogadores de futebol, já que alegam que tem prejuízo e por isso precisam reajustar seus preços acima da inflação.

Conto com vossa ajuda. Publicado também nas redes sociais

12-12-17 – RECAPEAMENTO, complemento do publicado hoje 12-12-17, notamos que tudo continua igual.

EM 31-05-13 enviei a esse Jornal a seguinte mensagem:

Em recente reportagem sobre os paralelepípedos, venho manifestar minha concordância com o responsável pelo SAMU de que os reparos feitos nos buracos deixam a desejar. E deixam muito, a desejar, na realidade fazem morrinhos que além do desconforto para os passageiros e principalmente para os doentes, é uma aberração para com o povo e para com a capacidade dos engenheiros da prefeitura ou de suas contratadas. Buracos devem ser tapados obedecendo às normas de qualidade e devem deixar o pavimento LISO. Em recente entrevista a uma rádio em Campinas prestando contas dos seus 100 dias de governo municipal, nosso Prefeito vangloriou se, dizendo que a previsão era de tapar 50.000 buracos e que tapou 85.000 ao que o seu entrevistador comentou, “mas prefeito o piso está desigual” e o prefeito respondeu que é melhor que o buraco. Será. Senhor prefeito, por favor, não desafie nossa (povo) inteligência.  O que está sendo feito com o dinheiro público é uma aberração que o senhor tem a obrigação de corrigir, e exigir que os reparos sejam bem feitos.

06-11-17, sob o titulo de ASFALTO, enviei a seguinte mensagem:

Hoje um tele jornal noticiou que o Tribunal de Contas de Brasília está processando o Responsável pela pavimentação por ter gasto mais de R$ 2. Milhões em asfaltar as ruas da cidade, asfalto este que deveriam durar 10 anos e após 02 anos as ruas estão todas esburacadas. Gostaria de lembra que igual problema temos aqui em Campinas onde o exemplo mais central é a Av. Francisco Glicério que após 02 anos de reformas ainda não concluídas e 02 anos de uso o pavimento está todo deformado principalmente onde passam os ônibus. Exemplo bem em frente à Rua Conceição, sem contar o mau acabamento das calçadas onde qualquer um corre o risco de tropeçar, principalmente os idosos e ninguém faz nada, nem mesmo o nosso Tribunal de Contas do Município.

Em 12-12-17 foi publicado sob o Titulo de RECAPEAMENTO, (Carlos Fernandes) um conteúdo similar.

Pelo que vejo tudo continua com antes na administração pública.

12-12-17 – Balanço do ANO da Prefeitura Municipal de Campinas

Aumento da passagem de ônibus

Aumento do IPTU em até 30%, e reajustes dos funcionários em 3,6 % em 03 anos. Como será pago.

Criação do IPTU dos Mortos – Setec – um verdadeiro absurdo

Mais câmaras para multar veículos parados nos congestionamentos centrais da cidade.

Criação de IMPOSTO para o Aeroporto de Viracopos, enquanto era público não era cobrado, virou privado imposto neles.

Reforma da Av. Francisco Glicério, já com asfalto deteriorado e calçadas com buracos e saliências e mais gastos com floreiras (quanto terá custado).

Criação de várias praças de lazer, mas manutenção e limpeza as mesmas, só com reclamação.

Lagoa – Desassoreamento incompleto e calçamento prometido suspenso.

Plano diretor aprovado com discussão entre os parlamentares sem considerarem as opiniões da população.

Finalizando culmina com Escândalo do Ouro Verde, e a crítica descabida de um Vereador de que a Orquestra Sinfônica de Campinas custa mais que a Câmara, onde 33 que pouco ou nada fazem pela população se comparam a 88 músicos que estudaram muito para chegar aonde chegaram, ou seja, participar de uma das mais renomadas Orquestras Sinfônicas do País, trazendo cultura e diversão para a população.

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br – W: www.3031consult.com.br

 

O CAVALO E O PORCO

Situação muito comum num ambiente profissional.

Continuar lendo

O BURRO

O BURRO

(Autor desconhecido)

Um dia, o burro de um camponês caiu num poço.

Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria. Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.

Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que já que o burro
estava muito velho e que o poço estava mesmo seco, precisaria ser tapado de
alguma forma;

Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o burro de dentro do poço;

Ao contrário, chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o burro.

Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço.

O burro não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele e chorou
desesperadamente;

Porém, para surpresa de todos, o burro aquietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou.

O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu;

A cada pá de terra que caía sobre suas costas o burro a sacudia, dando um
passo sobre esta mesma terra que caía ao chão.

Assim, em pouco tempo, todos viram como o burro conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando.·.

A vida vai te jogar muita terra nas costas, principalmente, se você já estiver dentro de um poço.

Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima.

Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos.

Use a terra que te jogam para seguir adiante!

“O QUE VALE NÃO É O QUANTO SE VIVE, MAS COMO SE VIVE.”

“Nossas vidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.” – (William Shakespeare).

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br – W: www.3031consult.com.br

 

FORMAÇÃO DE EQUPES DE ALTA PERFORMACE

Todo o empresário tem uma preocupação constante que é a de como seus funcionários estão atendendo os clientes.

Sabemos que um bom atendimento depende de um bom negócio. Preocupados com este problema lançamos um projeto que chamamos de:

FORMAÇÃO DE EQUPES DE ALTA PERFORMACE

Nosso foco é o desempenho das pessoas, e do negócio, agregando valores, melhorando a imagem junto ao mercado, junto aos clientes, capacitando os funcionários para aprender, para evoluir, para gerar resultados positivos e crescer.

Desenvolvemos profissionais para cada cargo, diminuindo sua dependência dos talentos individuais.

Fazemos a equipe pensar e agir no que interessa para a construção do lucro do negócio.

Criamos indicadores de desempenho e índices referenciais para todos os processos de gestão da equipe.

Implementamos treinamentos com impacto para o negócio, no formato que você empresário conseguirá medir os resultados de cada esforço.

Visite nosso site: www.3031consult.com.br e nos consulte sem compromisso; você vai se surpreender.

 Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.

E:  virgilio@3031consult.com.br  –  W: www.3031consult.com.br

 

AGENCIAS REGULADORAS

Qual é a função das Agencias Reguladores?

Vejamos então seus atos:

De ENERGIA: Baixou os preços, criou um déficit enorme e agora a população está pagando; Informam que não faltará energia, mas que a falta de chuvas obriga o uso das TERMOELÉTRICAS.

Imaginem se nossa econômica não estivesse em recessão; com certeza não teríamos energia suficiente.

Da SAÚDE; Permitem que os planos de saúde aumentem seus preços acima da inflação;

Permitem que esses mesmos planos de saúde que alegam aumento nos custos patrocinem clubes de futebol, e ainda estudam um aumento maior do que a inflação para os idosos, que são os aposentados que recebem sempre reajustes em suas aposentadorias por valores inferiores a inflação;

Assim a conta não fecha para a explorada população.

Da AVIAÇÃO: Multa as empresas áreas por qualquer falha, quando o grande prejudicado é o usuário, que não leva nada.

Em primeiro lugar os valores das multas deveriam ser 60% para o consumidor e 40% para a Agência, que além de tudo aprovou está lei absurda de cobrar a bagagem, nunca vi uma pessoa viajar sem bagagem, isto está implícito no processo é a mesma coisa que comprar uma geladeira e você ter que pagar pelo gelo.

A promessa era que os preços das passagens cairiam o que não aconteceu e NADA acontece para proteger o pobre e explorado consumidor.

Da AGRICULTURA: Que vemos dia a dia as Carnes, os Leites Contaminados, e novamente a Agência reguladora MULTA as empresas e o consumidor nada recebe nenhuma compensação, nem mesmo sabemos se os problemas de contaminação foram sanados, porque a empresas continuam produzindo e vendendo.

E os POLÍTICOS: Esses sim que deveriam ser nossos representantes, representam a si mesmos desde que levem vantagens.

Até quando isto vai continuar sem solução?

Vamos lá POVO BRASILEIRO, acordar dessa impunidade total elegendo realmente representantes que nos representem e acabando com está situação lamentável que vivemos atualmente.

ACORDA BRASIL

Virgilio Dias é Consultor de Empresas, Empresário e Palestrante.